Importante | Momento Beaute

Arquivos de Categoria: Importante

Posts Importantes

09 ago
2012

Guia de Maquiagem para Inciantes: pó facial

Hoje o nosso papo é sobre pó facial, produto que carrega mitos que até Deus duvida! haha

Afinal de contas, pra que serve o pó facial?

Muita gente acredita que o pó dá cobertura na pele, disfarçando manchas, olheiras, etc, outros acham que o certo é aplicar muito pó no rosto, para deixar a pele bem mate e por aí vai.

Na verdade o pó tem duas funções:

  • deixar a pele mais sequinha, impedindo que a oleosidade dê aquele aspecto brilhoso e derreta a maquiagem toda
  • assentar base que transfere

Só isso! Muita gente acredita que ele dá a aparência de pele aveludada, mas na boa? Se sua pele está hidratada, bem cuidada e você usa uma boa base, já terá essa aparência. Se sua pele estiver detonadinha, nem o pó será capaz de mudar isso!

O pó pode ser aplicado depois da base, pois ainda faz parte da preparação da pele, ele dá o acabamento. Mas se você preferir, pode aplicar ao final da maquiagem.

Antigamente usava-se muito pó, a mulherada mergulhava na embalagem e saia por aí toda matificada. Ok, isso já foi bacana, mas de dois ou três anos pra cá a coisa mudou.

Existe pele matte? Não! Por isso se você fica toda matificada, fica super artificial. É como andar com uma placa: oi, tô super maquiada.

Qual é a tendência de maquiagem de alguns anos pra cá? Maquiagem com resultado mais natural possível. A gente usa 500 produtos, mas não quer que percebam isso. Vamos permitir que notem apenas o uso de 100 deles… #aLoka

Podem reparar que as bases lançadas nos últimos anos são todas com acabamento mais leve, mais natural, mesmo as que tem alta cobertura. Desapega de base com efeito reboco! Sem contar que as bases novas dão aquele efeito ‘pele rhyca’, com brilho  de pele bonita e bem cuidada. #Amo

O pó deve ser usado apenas para manter a maquiagem no lugar e claro, sua aparência com dignidade, porque né, ninguém merece ficar com cara de frigideira (tanta oleosidade que fritaria dez ovos).

Como escolher o ideal?

Uma dica pra vida é apostar em pó solto! Costumam dar um resultado bem mais natural na pele do que a versão compacta, pois por serem moídos tem partículas bem fininhas. O pó solto é o mais usado para vídeos ou fotos profissionais.

Depois disso você precisa escolher o tom correto. A maioria dos pós não oferecem nada de cobertura, então mesmo que você erre e compre um tom a cima ou um tom abaixo, vai dar certo. É claro que se você é branca e compra pó para pele negra (ou vice versa) não vai dar certo.

Onde aplicar? Isso varia muito de pele pra pele. Se você tem a pele seca e usa uma boa base, se liberte, você não precisa aplicar pó! Se você tem pele mista ou oleosa, aplique na zona ‘I’ (centro da testa, nariz e queixo). Mas se a sua pele é super oleosa ou você transpira muito, aplique no rosto todo.

Galera, usem o pó com cautela!!! Se aplicar muito ele deixa o visual mega carregado, fica super feio. Quando vejo uma mulher cheia de pó no rosto tenho vontade de chegar bem perto e assoprar….kkk

Quem tem pele madura precisa tomar muito cuidado na hora de aplicar, pois o pó tem a tendência de marcar linhas e rugas. Use um pó solto, aplique pouquíssimo produto e com pincel bem fofo.

Aplicar com o que?

Geralmente o produto vem com aquelas esponjinhas né? Dica do dia: joguem fora! O problema é que elas aplicam muito produto e não são capazes de esfumar direitinho.

O segredo do pó é a aplicação! Vale a pena investir em um pincel, mesmo que seja um bem baratinho. O mais importante é que ele seja bem macio. Nada de aplicar com kabuki hein??? Kabuki aplica muito produto! O certo é o pincel para pó mesmo.

Eu adoro o pincel da Contém 1g e vocês podem comprar on line, custa R$39,00. O pincel da Yes parece ser bom também e tem a venda AQUI por R$31,90. Quem quiser investir mais, o da Sigma é uma delícia e custa $19.00.

Mencionei algumas vezes neste post sobre o pó dar ou não cobertura. Na verdade o pó não tem esta função e por isso a maioria deles não a cumpre! O único pó que oferece cobertura é o pó/base ou base em pó, mas que pra isso requer uma aplicação diferente e eu comentei sobre isso AQUI.

Repetindo: o pó deve ser usado com cautela e aplicado com atenção. Se sua pele não for mega oleosa, você não precisa usar o pó sempre. Pode levar na bolsa e usar apenas se sua pele começar a brilhar!

Espero que tenham gostado! Semana que vem tem mais guia.

Confira também os guias sobre:

Veja Também:

02 ago
2012

Guia de Maquiagem para Inciantes: Base

Ainda rola um certo tabú entre a mulherada, quando o assunto é base! Talvez, muitas de vocês que acompanham blogs ha muito tempo já estejam mega acostumadas a usar, talvez até saibam identificar os pontos positivos e negativos de diversos produtos. Mas ‘lá fora’, na galera off line é diferente.

Ainda rola um preconceito, as pessoas acham que fica artificial, ‘pesado’ ou que não precisa passar base. E não adianta uma pessoa que entende do assunto dizer “tem que usar base” pois se a pessoa não entender o porque, não vai usar.

Bora lá desvendar os mistérios, começando pelo começo! haha

Para que serve a base facial?

  • uniformizar a pele
  • disfarçar poros abertos
  • corrigir pequenas imperfeições
  • manter a pele seca quando é ideal para peles mistas ou oleosas, manter a pele hidratada quando é ideal para peles secas

É importante que a pele seja bem preparada, para que o resultado final da maquiagem seja o melhor. Quem tem pele seca precisa usar bases mais ‘hidratantes’ ou mais líquidas, pois se usar uma base completamente mate a pele que já é seca vai ressecar ainda mais e craquelar a maquiagem.

No caso da pele oleosa, a base precisa segurar a oleosidade para evitar o excesso de brilho na pele e claro, manter a maquiagem no lugar. Se a pele está muito oleosa a tendência é a maquiagem que está ‘em cima’ da base, derreter.

Vocês já pararam pra pensar que o produto faz jus ao nome? Ela é a base para receber a maquiagem! Não adianta saber fazer um olho super esfumado, aplicar blush direitinho e tudo mais, se a pele não estiver uniformizada e corrigida.

Quais são os tipos de base?

  • Líquida

Existem dois tipos, a ultrafluida que é bem ralinha e por isso não fixa direito na pele, além de oferecer baixíssima cobertura. É ideal para quem tem a pele linda, sem olheiras nem espinhas. Pela minha experiência, é o tipo de base que só atende as necessidades de uma adolescente que tem boa pele, livre de acne e manchas. E só!

O outro tipo é a base líquida mais encorpada, mais espessa, mais cremosa, que oferece boa cobertura, boa fixação e um resultado mega natural. Esta é a minha preferida!

  • Creme

Geralmente oferece alta cobertura e aspecto mais ‘pesado’. Nem sempre dá certo para uso durante o dia! Tende a marcar rugas e linhas de expressão, assim como pontos de ressecamento. Não é indicado para quem tem pele ressecada.

  • Compacta
A textura deste tipo de base varia muito de marca pra marca, assim como de linhas para linhas, dentro da mesma marca. algumas são bem consistentes, bem duras e não dão uma aplicação bacana. Outras são bem cremosas e tem um resultado muito próximo ao que as bases líquidas cremosas oferecem, com alta cobertura e excelente fixação. Precisam ser bem aplicadas para dar um efeito natural.
  • Bastão

Poucas marcas ainda fabricam esta opção de base, que geralmente oferecem alta cobertura e efeito pesado, ideal para uso a noite. Tendem a ser mais oleosas e por isso é mais indicado para peles secas.

É a famosa “2 em 1″ e brasileiras não podem ouvir isso que já querem, afinal, economiza no custo e no tempo né? rs Este produto tem uma proposta bacana, mas precisa saber aplicá-lo. O ideal é usar um pincel kabuki ou um pincel para pó com cerdas sintéticas, pois assim aplicará bastante produto, sem deixar o aspecto artificial e pesado.

Se for aplicado de maneira errada, não dá a cobertura de base!

Para quem tem pele oleosa ou transpira demais, este é o produto ideal, mas cuidado ao usá-lo no inverno, se sua pele estiver ressecada, isso ficará bem evidente.

  • Pancake

Oferece altíssima cobertura e efeito mega artificial e pesado. Era usado antigamente para o cinema, mas muitoooo antigamente. Hoje em dia ainda é usado para maquiagens de atores de teatro, afinal, a distância da platéia e as luzes não permitem que se note o efeito horrendo. Dica: mantenha-se longe deste produto, #Grata.

Como definir o tom ideal da base?

É o mesmo esquema dos corretivos, o ideal é testar na pele do rosto, aplicando no sentido vertical da bochecha até o início do pescoço. Espalhe um pouquinho e veja se deu diferença de tom entre a parte que você aplicou e as laterais que estão com a pele limpa. Se der diferença, este não é seu tom ideal!

Eu sei que é sofrido encontrar base nacional no tom certo, mas gente, não tem jeito. A base tem que ser no tom ideal, do contrário fica parecendo que está usando uma máscara e é a treva!

Como escolher a base ideal?

É importante avaliar os seguintes fatores:

  • tipo de pele (seca, mista ou oleosa)
  • objetivo (para uso no dia a dia ou noturo) 
  • idade (pele jovem ou pele com muitas marcas de expressão/rugas)
  • clima do lugar onde você mora (faz mais frio, mais calor, é muito úmido)

O primeiro passo é averiguar se a base oferece cobertura mate ou não, assim você consegue distinguir se é ideal para seu tipo pele. Em seguida analise se a cobertura é muito pesada, se o resultado é natural ou não e assim você conseguirá definir se é uma boa base para o dia ou para a noite.

É importante observar se a base é líquida ou mais espessa, pois quanto mais espessa maior é a tendência de marcar as linhas e rugas.

Outro detalhe importante é se a base se adapta melhor a climas mais frios ou mais quentes, pois algumas bases não sobrevivem ao excesso de calor, acabam derretendo o no fim do dia, cadê a base? Você sai de casa linda e volta pior do que estava quando acordou…haha

E como descobrir tudo isso? Simples, vou te apresentar um amigão, o Google! Ele é super simpático, você digita lá o nome da base, clica em pesquisar. Depois da pesquisa clique na barra lateral em ‘blogs’ e se achar necessário clique também em ‘páginas do Brasil’. Pronto, você encontrará reviews sobre o produto, pode ler todos e tirar a sua opinião.

Como aplicar a base?

Existem muitas maneiras de aplicação e cada uma oferece um resultado final diferente. O mais importante é que vocês entendam que aplicar base com os dedos não é legal e dificilmente fica bom. Se o objetivo é um bom acabamento e o mais natural possível, esqueça seus dedinhos e invista em um dos seguintes produtos:

  • Esponja de látex
A gente encontra facilmente em farmácias e perfumarias e custam bem baratinho. Podem ser lavadas e reutilizadas. O ideal é aplicar com batidinhas, pois se ficar passando/esfregando a esponja, ao invés de ela aplicar o produto, vai retirar. Se a base não for muito espessa a aplicação fica ok, não é a melhor opção mas o resultado é bem mais bonito do que quando se aplica com os dedos.
  • Pincel de base
Apesar de ser o pincel mais vendido, para função de aplicar base, não recomendo! Ele deixa um efeito ‘riscado’ na pele, que acaba por deixar o aspecto bem artificial. E quanto mais cremosa/espessa for a base, mais esses ‘riscos’ ficam evidentes.
Na próxima foto dá pra ver um pouco deste efeito que falo, é claro que depois de espalhar mais a base isso diminui, mas ainda permanece!
A dica é usar este tipo de pincel para aplicar corretivo, já que é um produto mais ‘ralo’ e mesmo que fique algum risquinho, será corrigido na hora da aplicação da base.
  • Pincel Duo Fiber

É o pincel ‘basicão’ da aplicação, sempre dá certo e grazadeus já está sendo produzido por marcas nacionais, ou seja, dá para encontrar em perfumarias. O segredo deste pincel é que ele tem dois tipos de cerdas, em tamanhos diferentes.

As cerdas sintéticas são brancas e maiores, são essas que ‘pegam’ o produto. Ao aplicar na pele o ideal é que se faça movimentos circulares e assim, as cerdas naturais que são as menores, também ajudarão a esfumar. Ou seja, pouco produto e bem esfumado, deixando o aspecto bem mais natural e homogêneo.

pegando produto / esfumando

Este modelo de pincel está disponível em vários tamanhos e tem os arredondados e os mais achatadinhos. Eu prefiro aplicar a base com pincel maior e mais arredondado.

  • F80 Sigma Beauty

Deus pensou “as mulheres que gostam de maquiagem precisam de uma benção” e aí inventou este pincel! É tipo a revolução na aplicação da base e eu não estou exagerando!

Por ele ser um kabuki, tem muitas cerdas e o topo dele é reto. Ele esfuma super a base e o resultado fica bem natural! Aliás, só consigo usar a base Studio Fix Fluid da MAC com este pincel (ou com a beauty blender) pois a base é muito grossa, acaba dando um acabamento mega pesado.

Ele funciona super bem com quase todas as bases, só não dá certo com as versões mega fluídas, pois aí esfuma tanto que a base ‘some’. Sem dúvida é o melhor pincel para aplicar base. Tem a venda AQUI e usando o cupom SAVE2012 ganha 10% de desconto!

  • Beauty Blender

A Beauty Blender foi amor a primeira vista! Ela é uma esponja, porém mais densa e firme e com este formato para facilitar a aplicação, além de não absorver quase nada de produto.

Pode ser usada seca ou úmida, mas eu gosto mesmo é de usar úmida, pois assim ela deixa a base bem mais natural! Tem post sobre ela AQUI.

Espero ter esclarecido dúvidas, qualquer coisa deixem perguntas nos comentários! Bora investir em uma bosa base e em algo para uma boa aplicação? Afinal, a preparação da pele é essencial para uma boa maquiagem.

Confiram AQUI os reviews sobre bases e AQUI sobre pincéis.

Confira outros posts do guia de maquiagem sobre:

Veja Também:

26 jul
2012

Guia de maquiagem para iniciantes: Corretivo!

Sem dúvida este é um dos posts mais importantes do Guia de Maquiagem para Iniciantes, pois vamos falar sobre corretivo, essencial em qualquer maquiagem!

Corretivo é uma benção de Deus, uma oportunidade de renascer das trevas e ficar linda! hahaha Você pode até não ter base, não ter rímel, blush, iluminadores, mas corretivo tem que ter.

O corretivo é essencial, pois qualquer maquiagem começa pela uniformização da pele (tô falando de início da maquiagem, mas não se esqueçam que antes disso vem a pré maquiagem hein?). É ele que camufla as imperfeições como olheiras, manchas, cicatrizes, além de melhorar o olhar cansado, marcas de estresse ou espinha.

E qual é o tipo certo pra você? Vamos as possibilidades:

  • Líquido: geralmente oferece cobertura leve e baixa, com pouca fixação. Não acumula nas linhas e é ideal para pele madura. Mas essa não é uma regra, pois temos disponíveis no mercado alguns corretivos líquidos com excelentes fixação e cobertura, como o pro longwear da MAC.
  • Creme: geralmente oferece cobertura média a alta. É sempre bom testar o produto antes de comprar, para verificar se é muito oleoso, pois se for há grande tendência de acumular nas linhas e ‘escorrer’, além de deixar a pele oleosa ainda mais oleosa e com excesso de brilho. Para peles mais secas, pode ser uma boa opção.
  • Bastão: é como se fosse um corretivo em creme, mas é mais seco e bem duro. Deve ser usado com cuidado para não aplicar muito produto e acabar por evidenciar aquilo que se pretendia esconder. Geralmente tem textura grossa/espessa e marca as linhas de expressão. Não recomendo este tipo de corretivo pra ninguém!
  • : faz parte das linhas de maquiagem mineral, costuma ter cobertura média e é ideal para quem tem pele muito oleosa ou transpira demais. Não é aconselhado para peles maduras, pois tem tendência de acumular e evidenciar as ruguinhas.

Depois de escolher qual o tipo ideal de corretivo para você, é hora de se preocupar com o tom correto! Juro que tenho vontade de chorar cada vez que abordo esse tema entre as alunas do curso ou entre amigas, juro.

O tom ideal é o mesmo tom da sua pele do rosto. Não é para testar no braço, mão, etc. Tem que testar no rosto! Como? Pegue um pouco do produto com o dedo e aplique verticalmente em uma parte do rosto, descendo até o início do pescoço. Espalhe um pouquinho e veja se deu diferença de tom entre a parte que você aplicou e as laterais que estão com a pele limpa.

Se der diferença, este não é seu tom ideal! O maior problema nisso é que as fofas industrias nacionais, fazem a gentileza de produzir apenas 3 tons, claro-médio-escuro, como se isso bastasse para atender a todas as mulheres. A parte boa é que a mulherada está acordando pra isso e as empresas, correndo atrás para oferecem uma cartela com mais opções. Ok, ainda levará tempo para chegarmos as imensas possibilidades que as marcas gringas possuem, mas estamos no caminho.

Cuidado, se o corretivo for mais claro que sua pele, talvez depois de aplicada a base (base no seu tom correto) pode ser que não se note diferença, vai parecer que está tudo lindo. Mas se você tirar uma foto com flash, pronto, essa diferença de tom irá se destacar!

Outra dica é tomar cuidado com a iluminação, pois se você testar em lojas mega iluminadas, cheia de luzes brancas, talvez não perceba que o produto está mais escuro que sua pele. Saia deste ambiente e verifique em uma segunda opção de luzes, para ter certeza.

E quando aplicar? Tá aí uma coisa que divide opiniões! Ha quem entenda que o ideal é aplicar a base e depois o corretivo, para cobrir apenas aquilo que a base não cobriu. Eu entendo que o corretivo vem antes da base, pois ele corrige o que tem que ser corrigido e a base vem uniformizando tudo e cumprindo seu papel de deixar a pele linda!

Até porque, se o seu corretivo não for exatamente o mesmo tom da sua pele e você aplicar a base, uniformizar a pele e depois aplicar o corretivo em tom mais claro ou mais escuro, apenas em alguns pontos, vai dar diferença.

Mas a dica é você ir pra frente do espelho e testar corretivo depois a base, e base depois corretivo e ver o que funciona melhor com os produtos que você usa. Na dúvida, siga a minha recomendação e aplique o corretivo antes!

Como aplicar? Não existe uma regra e cada tipo de produto se adapta melhor a um tipo de aplicação. Por exemplo, corretivos mais grossos/espessos é importante que use um pincel que esfume bem, como o F84 da Sigma. Se for cremoso mas de fácil aplicação, pode ser aplicado com um pincel comum para corretivo ou ainda com os dedos. Se for muito líquido/ralo vale aplicar com os dedos dando batidinhas.

Qualquer corretivo com baixa cobertura, vale aplicar com batidinhas e se preciso for, aplique mais de uma camada. Por ter uma textura rala ou baixa cobertura, o produto só funciona quando está ‘acumulado’ e se passar o dedo normalmente, ele acaba não aderindo a pele, por isso o ideal é a batidinha.

Tenho vários corretivos e já fiz posts sobre vários deles, vocês podem conferir cada post detalhado, com fotos de antes e depois AQUI. Nos próximos dias entra a o post sobre o Pro Longwear MAC e Velvet Contém 1g.

Mary Kay / Natura Una / Yes Cosmetics / MD Contém 1g / Mineral Contém 1g

Esses são meus corretivos preferidos e vou falar um pouquinho sobre cada um deles.

  • Mary Kay: amo toda vida, indico pra todo mundo que quer um corretivo com alta cobertura, excelente fixação, que fique sequinho na pele e ainda com preço amigo. Custa R$30,00 e dura uma vida, pois basta pouco produto pra cobrir tuuudo! #Amo (confira post sobre ele AQUI)
  • Natura Una: ele tem boa cobertura e boa fixação, todo mundo conhece uma consultora e por isso fica fácil de comprar. Tem post AQUI!
  • Yes Cosmetics: ele é super baratinho, rende bastante e tem uma cobertura boa. O único detalhe é que ele é um pouco gorduroso, então precisa passar uma base mais sequinha por cima! Tem post AQUI.
  • MD Contém 1g: ele tem boa cobertura e por ter uma textura bem fina, deixa um acabamento mega natural! É perfeito para todos os tipos de pele. Adoro usar no dia a dia. Não é baratinho, mas rende muito e vale a pena. Tem post AQUI.
  • Mineral Contém 1g: no verão ele consegue segurar bem a oleosidade da minha pele, além de ter uma cobertura muita boa. Fora isso tudo, não agride a pele! Tem post AQUI.

Antes de comprar um corretivo pesquise na internet, tente testar o produto e se comprar algum que não tenha o resultado que você quer, continue a busca!

Quem quiser saber mais sobre corretivos coloridos e minha opinião sobre eles, vale conferir este post AQUI e este outro AQUI.

Espero ter ajudado.

Tá chegando agora? Então confira:

Veja Também:

11 jul
2012

Guia de maquiagem para iniciantes: Pré Maquiagem

Quanto mais o tempo passa, mais percebo que a grande maioria das mulheres tem muitas dúvidas básicas sobre maquiagem e por isso resolvi criar um guia, reunindo informações importantes.

Para vocês entenderem melhor, resolvi dividir o guia em várias postagens e vou tentar publicá-las mais ou menos na ordem em que os passos são feitos na maquiagem.

O primeiro assunto abordado será sobre a primeira etapa na hora de se maquiar: a pré maquiagem. Antes de começar a make é preciso limpar, tonificar e hidratar o rosto com produtos adequados a cada tipo de pele.

Limpeza é o primeiro passo, pois maquiagem não adere a pele suja! Em seguida vem a tonificação, que remove a sujeira que o produto de limpeza não retirou, retira os vestígios do produto de limpeza, faz com que os poros dilatados voltem ao normal,  disfarça as manchas e equilibra o pH da pele.

A hidratação é fundamental, já que uma pele ressecada tende a craquelar a maquiagem e, oleosa resulta em uma pele super brilhosa e não é qualquer base que mantém boa e longa fixação.

Muitas pessoas tomam banho, se vestem, arrumam o cabelo e só depois 1h, 1:30h é que vão começar a se maquiar, mas a esta altura sua pele não está limpa! A dica é limpar, tonificar e hidratar na hora em que for começar se maquiar.

Não há produto de maquiagem que funciona em pele suja, oleosa ou ressecada!

  • Pele Seca

É uma pele mais opaca, sem brilho, sem elasticidade e sensível. O ideal é usar um produto para a limpeza mais cremoso, que não agrida esta pele.

O tônico deve ser específico para este tipo de pele, pois do contrário a tendência é ressecar mais ainda. Há várias marcas que oferecem tônicos mais ‘cremosos’. Nem pensar em usar tônicos comum, que costumam deixar a pele mais sequinha! O hidratante é o mais importante e deve ser bastante cremoso, oferecendo hidratação intensa.

Mas realizar esses cuidados apenas na hora de se maquiar, geralmente não resolve. O ideal é cumprir esses passos todos os dias, para deixar a pele realmente hidratada (já que isso não acontece passando hidratante apenas uma vez) e não se chatear com o resultado da maquiagem.

Pele seca é super complicada, pois se não é bem hidratada, até pra pegar a cor da sombra e fixar é difícil (mesmo com primer). Isso vale para o blush também. Bora hidratar essa pele aí!!

Evite o uso de esfoliantes.

  • Pele Normal

Geralmente é uma pele mais uniforme, com boa elasticidade e poros fechados. A dica é usar produtos para limpar, tonificar e hidratar, específicos apenas para pele normal, evitando assim o desequilíbrio que poderia tornar esta pele mais seca ou oleosa.

Se este é o seu tipo de pele, parabéns! Tudo indica que você tem uma alimentação saudável e por isso tem essa pele de rhyca!

  • Pele Mista

Possui pontos específicos de oleosidade e outros pontos de pele seca. A oleosidade concentra-se na zona T (testa, nariz e queixo), enquanto ao redor dos olhos e nas bochechas a pele é seca.

É preciso equilibrar e por isso os produtos usados não podem ser para pele seca ou para pele oleosa. É preciso usar produtos específicos para pele mista! O produto para limpeza deve ser mais leitoso (não líquido, nem cremoso) e a mesma dica se aplica ao hidratante. E o tônico deve ser usado com cautela, de preferência apenas nos pontos de oleosidade.

  • Pele Oleosa

 Geralmente é uma pele mais resistente e mais grossa. Que brilha bastante eu nem preciso dizer né? haha Para a limpeza é recomendado um produto mais líquido e que realiza uma limpeza mais profunda, retirando todo excesso de oleosidade. O tônico deve ser o tipo mais comum, que deixa a pele ainda mais sequinha, retirando qualquer vestígio de oleosidade e disfarçando os poros abertos.

O ideal é hidratar com produtos ‘fluídos’, ou seja, é a versão mais líquida/gel do hidratante, completamente livre de óleo. A esfoliação é recomendada para ajudar a diminuir a oleosidade, assim como os efeitos causados por ela e, para finar a pele.

O ideal é se consultar com um dermatologista a cada 4 ou 5 anos (no mínimo), para usar sempre os produtos mais indicados para o seu tipo de pele e para a sua idade.

E gente, a pele do rosto precisa ser bem cuidada, pois maquiagem não resolve pele feia, manchada, envelhecida prematuramente e coisas do tipo. Plástica tá aí pra quem pode, quer e tem coragem, mas envelhecer com uma pele naturalmente bonita é bem melhor né?

Por isso recomendo que independente de você se maquiar ou não, que cumpra os passos de limpeza, tonificação e hidratação. Uma dica bacana também é ter um produto específico para a área dos olhos e aplicá-lo pelo menos uma vez ao dia, pois é uma região muito seca e a hidratação previne um pouco o aparecimento das rugas.

Tenham em mente que a maquiagem é um conjunto de etapas e, para atingir um resultado bacana é preciso cumprir cada uma delas.

Vale destacar que durante o dia é essencial o uso de protetor solar. A maioria dos cremes possui FPS, mas caso você use um produto separado do hidratante, aplique-o após o creme.

Eu indico os produtos de cuidados da Mary Kay, pois são muito bons e tem linhas específicas para cada tipo de pele. Clique AQUI e confira todos os posts sobre produtos para o rosto.

Espero que tenham gostado, semana que vem tem mais!

Veja Também: