Projeto Carol Magra | Momento Beaute

Arquivos de Categoria: Projeto Carol Magra

12 dez
2012

Emagrecimento: uma questão de saúde!

People, pedi pra minha terapeuta ortomolecular escrever algumas matérias com dicas pra quem está buscando emagrecimento e saúde e este aqui é o primeiro, espero que gostem!

O verão chega e o desespero para emagrecer o acompanha. Mas antes de pensar em emagrecer, devemos nos orientar de como fazer para não recuperar este peso eliminado.

Apesar de a cabeça ajudar bastante, engordar não parece ser uma questão apenas psicossomática. É claro que quando estamos sob estresse ou ansiosos, comemos mais. Porém, o fato principal é que vem junto a preguiça de queimar calorias.

Se nos alimentássemos e queimássemos calorias, o peso não aumentaria. E o pior é que nem sempre nos damos conta disso. O processo vai ocorrendo aos poucos e quando vemos, já aumentamos muitos quilos. Para eliminar estes quilos, primeiro temos que nos conscientizar quanto tempo levamos a te-los e nos preparar para passar o mesmo período voltando ao estágio inicial.

Com recursos da medicina, da ortomolecular e da estética, você poderá eliminar estes quilos em pouco tempo. Mas se não se orientar pela manutenção dos mesmos, a velocidade de recuperação do peso é muito rápida. O tratamento consiste em medicações, suplementos, exercícios, conduta alimentar e recursos da terapia estética (como drenagens, radiofrequência, carboxterapia, heccus, entre outros que auxiliam no processo acelerando o metabolismo e recuperando a pele pós emagrecimento).

Para tratar, normalmente solicitamos o check up de exames de sangue que vão desde exames comuns (como triglicerídeos, colesterol, glicemia) a exames de nível hormonal-enzimático, exame de mineralograma capilar (para mostrar o estado nutricional do indivíduo e analisar perfil alimentar), ultrassom da tireóide e densitometria óssea. Esses exames são acompanhados anualmente.

Já para a manutenção de tratamento, utilizamos recursos terapêuticos psicanalíticos, PNL e até hipnose regressiva quando necessário, além de manter o controle sobre a medicação, suplementos, exercícios e conduta alimentar.

O ideal é aprender a ser magro, saber escolher alimentos e exercícios eficientes para o seu corpo, bem como repor nutrientes perdidos no dia a dia e manter a cabeça em ordem.

Sucesso a todos vocês!

Quem quiser saber mais sobre o trabalho da Vivi, é só acessar o site dela e por lá também encontram o contato da clínica: http://www.vivianesiqueira.com.br/

Aproveitando, lembram da dieta de desintox que eu passei pra vocês AQUI? Passei a última semana fazendo esta dieta e confesso que não senti fome! Eu achava que ia morrer de fome e tal, mas foi bem tranquilo, o que prova que o corpo não precisa de muita comida, de coisas pesadas e etc.

O problema é que eu fiquei extremamente irritada por sentir vontade de comer certas coisas e não poder, fui fraca e tomei cerveja no final de semana, porque né gente, calor, fim de ano, reunião com os amigos, família. #difícil Mesmo assim, eu desinchei bastante e consegui emagrecer mais um pouco! Imagino se eu tivesse seguido a risca, teria eliminado muito mais.

E quero aproveitar para deixar aqui duas dicas para quem quer desinchar e/ou está em dieta. O dia da fruta com certeza é conhecido por muita gente, você escolhe um dia da semana e só come frutas para desintoxicar o organismo e ajudar na eliminação de peso e retenção de líquido. Segue o cardápio:

Substitua as seis refeições do dia por fruta, ou seja, de 3 em 3 horas. Escolha uma única fruta das abaixo relacionadas para ser ingerida no dia da fruta:

  • Abacaxi (100g por refeição)
  • Melão ( ”         ”             “)
  • Mamão ( ”         ”             “)
  • Melancia ( ”         ”             “)
  • Maçã (uma unidade por refeição)
  • Laranja pêra (uma unidade por refeição)

No horário das refeições principais (almoço e jantar) poderá ser feita a ingestão de quatro azeitonas verdes para que não sinta a falta de sal. Café, chá e água podem ser ingeridos a vontade.

A outra dica é o Dia da Celulose, que também pode ser feito uma vez por semana. Cardápio: substitua as seis refeições por uma fatia de melão no café da manhã; no lanche da manhã um copo de suco de cenoura.

Almoço: salada com pepino, rabanete e alface ou salada com pimentão, aspargos, nabo e acelga.

Lanche da tarde: um tomate

Jantar: mesmo do almoço

Lanche noturno: suco de cenoura

Café e chá podem ser ingeridos a vontade. Para temperar a salada use vinagre, limão e uma colher de chá de óleo de milho.

Pra mim foi mais fácil fazer o dia da fruta, pois além de gostar mais das opções do cardápio, é só comprar e comer, não precisa ‘preparar’ nada. Não senti fome e vou fazer uma vez por semana, por tempo indeterminado. O dia da celulose foi mais complicado, pois não gosto de salada, mas pra quem tem facilidade, pode alternar e cada semana fazer um desses cardápios.

Sobre o #ProjetoCarolMagra, em breve conto novidades! Espero que tenham curtido as dicas.

Veja Também:

19 nov
2012

E como está o #ProjetoCarolMagra?

Algumas pessoas têm me perguntado a quantas anda o meu projeto de emagrecimento, por isso vim atualizar vocês, minhas fiscais! hehe

O tempo voa e já se passou um mês e nove dias! o.O

Nos primeiros dezesseis dias eu estava a todo vapor, do tipo que o mundo ia acabar nos próximos dias e eu precisava estar magra… haha Mas aí quando eu soube daquelas info’s pela minha médica, que contei em detalhes AQUI, fiquei bemmmm desanimada.

Mesmo assim, permaneci firme na academia, indo todos os dias e me dedicando bastante. Porém, metade de mim se desanimou em saber que provavelmente eu não emagreceria nada e a outra metade, usou essa informação como ‘muleta’. E só e me dei conta disso depois…

Do tipo “não vou emagrecer mesmo, então vou comer tal coisa”. Eu fui fraca…

Logo em seguida veio feriado e claro, me joguei em tudo que não podia comer e beber. Sim, furei a greve de refri e bebidas alcoolicas! Na semana seguinte não bebi cerveja, mas passei o final de semana em um hotel e confesso que comi doces e tomei refri!

E logo depois, o feriadão da semana passada… oh céus! Comi e bebi tudo errado.

Mas estou agora mais focada, mais realista e mais ‘sincera’ comigo mesma.

Sobre a questão da insônia, está quase resolvido. Eu tenho conseguido dormir mais cedo, mas ainda não atingi o objetivo, que é dormir no máximo até meia noite e acordar no máximo até as 7:30. Isso porque da 1 as 3hs da madruga, o corpo libera uma substância (ou enzimas, não lembro) que ajudam na queima de gordura do dia seguinte e se eu não estiver dormindo neste horário, o corpo não libera.

E a partir das 8hs da matina, o corpo libera cortisol mas se eu estou dormindo, ele libera três vezes mais, com o objetivo de me despertar e aí… meu corpo fica inchado!

Pra quem não sabe, o cortisol é um hormônio produzido naturalmente pelo corpo, que em níveis normais é essencial a saúde, ajudando no metabolismo da glicose e nas funções metabólicas do organismo, dentre outras. A produção aumenta cada vez que o organismo encontra-se sob estresse físico.

Tudo isso está diretamente ligado ao emagrecimento, pois enquanto o organismo libera excesso de cortisol, também faz reserva de gordura, pois o corpo está se preparando para momentos ‘difíceis’ e entende que pode faltar alimento.

Continuo tomando uma medicação manipulada, natural, que está me ajudando a regular a sono, mas não está sendo um processo ‘automático’.

Comecei a fazer acupuntura e apesar de nunca ter dado muito crédito, a coisa funciona viu? É incrível! No primeiro dia eu cheguei a ficar grogue de tão calma… parecia que eu tinha ingerido uma caixa de calmantes… hahaha Estou na segunda semana e simplesmente amando. Acabou com a minha ansiedade e se ainda existia algum stress em meu ser, foi embora.

Ha uma semana estou tomando uma sopa diurética, para ajudar a desinchar e diminuir a retenção de líquidos. Confesso que quando li a receita fiquei com o pé atrás, imaginei que era horrível, mas estava errada, pois é uma delícia!

Receita: um chuchu, um tomate, uma cabeça de alface, um peito de frango e um salsão. Cozinha tudo na panela de pressão e depois bate tudo no liquidificador. Fica um caldo grosso, super saboroso. Ah, o tempero não pode ser aqueles industrializados, é indicado usar alho e sal, em pouca quantidade.

Substituí o jantar por esta sopa, por tempo ainda indeterminado. Minha médica disse que vamos acompanhar semanalmente, até ela perceber que desinchei e não estou mais retendo líquido.

Quem estiver em dieta e quiser experimentar, recomendo. Mas é aquele negócio, é quase uma desintoxicação, é diurética, limpa o corpo e por tudo isso, solta o intestino nos primeiros dias. Prepare-se! haha

Na semana passada começamos uma dieta baseada no meu tipo sanguíneo (que é A) e quem quiser saber mais, deixarei os detalhes ao final do post. O foco é em alimentos com baixo índice glicêmico e tem a ver com aquela questão dos picos de insulina, que falei no post anterior.

Voltando ao emagrecimento, minha consulta na ortomolecular é semanal e sempre enfrento a balança. Não tinha emagrecido nem engordado nada, aí entramos com acupuntura + sopa diurética e mesmo depois de um final de semana no hotel, regado a refri e doces, emagreci um quilo! \o/\o/ Ou seja, um quilo em uma semana. #Amei

Muita gente vai achar pouco, mas eu fiquei bem feliz em perceber que meu organismo começou a reagir. Estou super animada e acredito que por conta da dieta, na próxima semana terei bons resultados também.

Será que dos 30 aos 60 dias conseguirei atingir a minha meta inicial de 5kg em um mês? #oremos

E pra quem quiser entender um pouco mais sobre terapia ortomolecular, segue entrevista com a minha médica!

Café da manhã

opção 1: uma xícara de leite de soja, uma fatia média de queijo branco light, duas fatias de pão integral ou 7 grãos, uma fatia média de mamão

opção 2: uma xícara de leite de vaca, uma fatia média de tofu (queijo de soja), duas fatias de pão integral ou 7 grãos, uma fatia pequena de melância

opção 3: um copo (240ml) de suco de frutas com leite de soja, duas fatias médias de queijo branco light, duas fatias de pão integral ou 7 grãos, um cacho de uva pequena

opção 4: um copo (240ml) de vitamina de leite de soja com frutas (mamão/banana/maçã), quatro unidades de bolacha água e sal e uma colher de sopa de requeijão light

opção 5: uma xícara de leite de vaca desnatado, duas fatias de pão de soja, duas fatias médias de peito de peru, uma fatia média de melão

Almoço

opção 1: uma colher de arroz integral, duas colheres de feijão, uma fatia grande de lombo grelhado, uma fatia de abacaxi, três colheres de couve refogada, salada verde (acelga com cheiro verde) à vontade

opção 2: quatro colheres de purê de mandioca ou kabotya (abobora) com carne moída e proteína texturizada de soja (se não encontrar, pode ser carne de frango), salada de rúcula, acelga e alface com beterraba cozida.

opção 3: três colheres de sopa de macarrão alho e óleo, dois pedações médios de quibe, três colheres de cenoura refogada, salada de alface com tomate à vontade

opção 4: três colheres de arroz com brócolis, quatro colheres de salada de grãos de soja ou feijão branco ou algum outro de sua preferência com ervas aromáticas (salsinha, cebolinha e alecrim ou salsinha, cebolinha e louro) e legumes cozidos (beterraba e cenoura).

opção 5: um pedaço grande de lasanha de beringela, cinco almondegas pequenas de soja (carne moída e proteína texturizada de soja) e salada de alface com tomate a vontade

Tem cinco opções de jantar, mas eu estou substituindo pela sopa.

Lanches e/ou ceia: uma xícara de soja torrada, um copo (240ml) de vitamina de frutas (morango, maça ou pêssego) com leite de soja, uma fatia média de bolo de soja, três torradinhas de glúten com tofu, tomate e orégano, uma banana prata amassada com uma colher (cha) de mel e duas colheres (sopa) de mistura de cereais à base de proteína texturizada de soja.

Fora isso ela me deu uma tabela de índice glicêmico dos alimentos, me pedindo pra consumir apenas os que vão de 0 a 60 e pouca quantidade dos que possuem de 60 a 85.

Encontrei uma matéria AQUI falando mais sobre este tipo de dieta, com baixo índice glicêmico. E também, uma tabela neste site AQUI, com as mesmas pontuações da tabela que eu recebi no consultório. Ha milhares de tabelas on line, mas cada uma com pontuação.

Veja Também:

26 out
2012

16 dias do #ProjetoCarolMagra

Sei que este post está enorme, mas tem muitas informações importantes. Vale a pena ler!

O tempo voa hein? Já completei 16 dias do projeto e aconteceu tantas coisas nesse meio tempo, vim atualizar vocês! (leia o primeiro post do projeto AQUI)

Em relação a academia, está tudo fluindo perfeitamente, tirando o fato de que não consegui cumprir a minha programação inicial, pois não consegui ir malhar nos horários previamente estipulados (por mim mesma) haha… Mas aí vou adaptando meus horários, conforme a minha agenda e a programação do dia na academia.

Mas estou firme e forte, indo todos os dias, de segunda a sábado e na semana passada, fui no domingo também, para um treino leve, esteira e bike.

Quem malha sabe que a gente sai da academia leve, feliz e com a sensação de dever cumprido. É muito bom! Isso porque o corpo libera endorfina, hormônio que desperta a sensação de euforia e bem estar.

Nesse período só teve um dia em que eu desanimei, que foi na quarta – feira. Parece que eu estava prevendo que não vinha coisa boa…já conto sobre isso.

Tenho feito uma média de 5km na esteira, em caminhada rápida. Não corro por dois motivos: meu joelho é problemático e depois que engordei, piorou, então prefiro não forçar o impacto, já que estou super acima do peso e pode dar mierda. Compenso subindo muito, mas muito morro! Pensa ficar 40 minutos subindo só morro na esteira? Então…haha

O outro motivo é porque não me sinto confortável correndo mesmo, acho que é porque meu corpo está possuído pela gordura…! #Tenso

Minha aula preferida é spinning e tem bem menos impacto que uma corrida, além de queimar muito, por isso estou me jogando com todas as forças e faço quase todos os dias. #Adoro Além desta aula, também faço pelo menos três vezes na semana a hidro cardio ou hidro jump, é tão bom!

As aulas de hidro são bem puxadas e acreditem, consigo manter meus batimentos cardíacos, na mesma média que atinjo na aula de spinning e o bom é que quase não tem impacto, além de ser bem relaxante, por ser dentro da água.

Mas e a alimentação? Continuo sem consumir refrigerantes e bebidas alcoolicas, lanches, pizzas e essas porcarias todas. E estou passando por consultas com uma terapeuta ortomolecular, que será minha nutri e terapeuta (vamos ver se ela é capaz de curar minha loucura … hahaha) e me passou uma dieta de desintoxicação. Quem já fez dieta sabe que desintox é de praxe para iniciar uma dieta, afinal, primeiro você desintoxica e depois ensina o corpo a receber os alimentos certos.

Uma coisa bem interessante que notei é que em uma outra dieta que cheguei a fazer neste ano (e que me ajudou a eliminar vários quilos), cortei refrigerante, cerveja, doces e uma série de coisas e foi super complicado, pois tive muita enxaqueca, náuseas, irritabilidade, me senti fraca, foi terrível. E eu estava me alimentando bem, mas o corpo pedia todas as porcarias que estava acostumado a receber e … viciado!

Desta vez, cortei refri e cerveja e fiquei com um certo receio de passar pelo mesmo problema, mas incrivelmente não tive nada. Minha médica disse que isso aconteceu por que estou malhando e apesar de o corpo não receber aquelas substâncias, está recebendo outras, liberadas pelo corpo por conta dos exercícios físicos. #Yeah

Vou listar a dieta de desintox e quem quiser fazer, está liberado pois esta é generalizada, ela passa para todos os pacientes:

Primeiro Dia

Manhã: café preto sem açúcar, com adoçante (tente sem adoçante também, você vai aprendendo a gostar do real gosto amargado do café)

Almoço: 2 ovos cozidos e ervas a desejar

Jantar: salada de alface com pepino e salsão a vontade

Segundo dia

Manhã: café com bolacha cream-craker

Almoço: 1 bife grande com salada de frutas a gosto

Jantar: presunto a vontade

Terceiro dia

Manhã: café com biscoito cream-crakers

Almoço: 2 ovos cozidos, salada de vagem e 2 torradas

Jantar: presunto e salada

Quarto dia

Manhã: café com biscoito

Almoço: 1 ovo cozido, 1 cenoura e queijo minas à vontade

Jantar: salada de frutas e iogurte natural

Quinto dia

Manhã: cenoura crua espremida com limão e café preto

Almoço: frango grelhado à vontade

Jantar: 2 ovos cozidos com cenoura

Sexto dia

Manhã: café com biscoito

Almoço: filé de peixe com tomate à vontade

Jantar: 2 ovos cozidos com cenoura

Sétimo dia

Manhã: café com limão

Almoço: bife grelhado e frutas á vontade

Jantar: comer o que quiser, menos doce e bebidas alcoolicas

As ervas permitidas são: agrião, chicória e alface. Pode beber água, café e chá o dia inteiro. Não pode trocar os alimentos, nem substituí-los.

Não consegui fazer viu? Ontem tive sessão e expliquei pra médica os motivos, levei uma leve rabadinha, mas conversando ela conseguiu entender os porque e me perdoou, tks dra. Viviane! haha Mas ainda terei que fazer, depois de cumprir um outro objetivo.

Perguntei sobre a questão de comer de 3 em 3hs, porque eu sou o Zequinha do castelo Ra tim bum, que quer saber o porque de tudo! haha Ela me disse que a questão não é exatamente comer de 3 em 3hs, mas manter o organismo em funcionamento. Entenda que se comermos as 7hs da manhã, o organismo chega ao pico de insulina, trabalha na digestão e depois pára e a insulina fica em baixa.

Lá pelo meio dia, almoçamos e o corpo tem pico de insulina novamente, depois fica em baixa. Esses picos não fazem bem ao organismo, além disso o corpo entende que talvez você passe fome e faz uma reserva de gordura #Pancepís haha

Mas, se você como de acordo com o seu metabolismo, de maneira fracionada, não permite que a insulina chegue ao pico, nem fique em baixa. Ou seja, comer pouco, porém, várias vezes ao dia. Esse período pode ser de 3 em 3hs para algumas pessoas, de 2 em 2hs para outras, isso varia. Mas no mínimo, tem que beliscar algo de 3 em 3hs.

Beliscar o que? Pode ser uma castanha, 1/3 de uma maçã, uma barrinha de cereal. Coisas saudáveis né gente? Não vai fazer #aLoka e ‘beliscar’ um sonho de valsa, depois uma fileira de barra de chocolate hahaha

E o que eu descobri ontem? Depois que adoeci, como comentei no primeiro post do projeto, passei a ter sérias crises de insônia, cheguei a passar quase três dias sem dormir, mesmo morta de sono e cansaço. Coisas inexplicáveis, pra mim pelo menos. Agora que já melhorei essas crises dão o ar da graça de vez em quando e me fazem ter sono só lá pelas 5 ou 6hs da manhã, dormir pouquíssimas horas e um sono péssimo.

Como eu sou muito abençoada, a dona insônia resolveu me visitar essa semana e me atrapalhou em tudo, inclusive no trabalho. As horas do dia passam arrastadas, porque claro, eu estou cansada já que dormi mal e pouco.

Mas eu não imaginava que isso fosse atrapalhar o processo de emagrecimento e… sim, atrapalha. A dra. Viviane me explicou que da meia noite até as três da madruga o corpo libera substâncias (ou enzimas, não lembro direito) que me ajudam a queimar a gordura no dia seguinte, que são responsáveis pelo pleno funcionamento do organismo. Se eu não estou dormindo nesse horário, o corpo não libera e aí, já atrapalhou tudo.

Perguntei a ela porque o sono da manhã (já que dormi lá pelas 6hs da manhã) é tão ruim e ela me explicou que a partir das 8hs da matina o corpo libera substâncias para que a gente tenha energia para o decorrer do dia e por isso não rola dormir bem.

Tem outra questão atrapalhando meu emagrecimento, o stress! Vilão da vida moderna, hoje em dia quase todo mundo é estressado e vive na correria, nessa selva de mundo, matando um leão por dia (ou tentando).

Olha o que achei na internet: “O stress é traduzido psicologicamente para nós sobre a forma de ansiedade e esta ansiedade até certo ponto é uma atitude normal e global e, portanto fisiológica do nosso organismo de se adaptar a alguma situação nova e desafiante gerando potencial extraordinário que em circunstâncias normais não teríamos tanto desempenho no âmbito físico como psicológico… Se não existisse esse mecanismo que nos coloca em posição de alerta ou alarme, que é o stress, traduzido pela ansiedade, talvez nossa espécie nem tivesse sobrevivido. Entretanto, embora o stress favoreça a performance e a adaptação do indivíduo às circunstâncias, ela o faz somente até certo ponto, até o ponto onde nosso organismo atinja um máximo de eficiência, alcançado este ponto o resultado será exatamente o contrário e ocorrerá falência da capacidade adaptativa levando ao esgotamento.”

Nessa matéria aponta quais são as fases do stress: ansiedade generalizada, fadiga crônica e stress e obesidade.

Olha só que interessante, quando você se encontra em um momento de um novo desafio profissional ou pessoal e você precisa ‘dar o sangue’, começa a batalhar muito para realizar um novo projeto, entra na fase ansiedade generalizada. Logo mais a frente, esse novo desafio te ocupa e te exige de uma maneira, que você começa a ficar cansado, sem tempo para mais nada, o organismo entende que é um ‘perigo’ constante e o corpo entra na fase adaptativa, que é a fase em que ocorre uma hiperatividade da glândula supra-renal que vai liberar cortisol em excesso e começar a causar danos ao organismo.

“O corpo está a todo tempo se preparando para a batalha do dia a dia e para isso ele tem que captar energia através de glicose para jogar dentro da célula, então ele vai atrás da glicose sanguínea e do depósito de glicose presente no fígado e no músculo e para jogar toda esta glicose dentro da célula ele tem que fazer seu pâncreas trabalhar mais produzindo insulina. Dentro da célula este excesso de glicose não foi utilizado porque diferente dos nossos ancestrais não precisamos lutar ou fugir, sendo assim todo esse excedente de energia vai ser estocado na forma de gordura. Além disso, ocorrerá aumento da sua pressão sanguínea, dos seus batimentos cardíacos além da queda da imunidade. Não podemos esquecer que para o organismo é como se ele estivesse em risco permanente e, portanto ele precisa estar preparado para se defender o tempo todo.”

Se essa pessoa é daquelas que não desliga nunca o/ e de zero a dez a ansiedade está sempre no onze, o corpo logo chega a exaustão. E o que acontece? Obesidade, diabetes, hipertensão, falta de ânimo, dores pelo corpo, insônia, falta de paciência, memória e concentração.

Quando a pessoa não busca uma ajuda profissional para cuidar de todo esse problema, dessa exaustão fisiológica, surgem vários problemas de saúde e corre o risco de ter um infarto, um avc, um câncer.

E o que seria ideal? Que ainda que estejamos sobrecarregados, desfrutemos de uma boa alimentação, praticar exercícios físicos, ter uma vida social, saber separar o trabalho da vida pessoal, ter um hobby.

Ou seja, consegui descobrir o que me levou a adoecer… e quando a dra. Viviane me passou essas informações eu consegui voltar exatamente ao momento em que eu cheguei a esse ponto aí de cima, exaustão, que me levou a ficar doente e engordar muito. Aliás, deve ser por isso que quando alguém me pergunta sobre meu antigo trabalho, me sobe um nervoso, que fico até gaga. Peguei pavor!

Como pode né, o emocional manda no corpo da gente e muitas vezes acabamos não nos atentando a isso tudo. E exatamente por ainda estar na fase de exaustão, a médica me disse que muito dificilmente eu irei emagrecer… o que significa que estou me matando ha 16 dias na academia, quase que em vão.

Não acho que seja completamente em vão, já que ao menos estou ganhando condicionamento e liberando muita endorfina, me deixando feliz. Mas provavelmente não vou alcançar minha primeira parte do projeto, que seria perder 5kg nesse primeiro mês.

Pensa em uma pessoa arrasada! Multiplica por dois, foi assim que saí do consultório… Por outro lado, estou mais tranquila, porque sei que agora tenho alguém capacitado, para me ajudar a solucionar esse problema.

Imagina se eu não tivesse procurado ajuda médica, eu iria malhar feito uma retardada, me privando de alimentos que gosto e não iria atingir o resultado almejado, ficando extremamente frustrada.

Mesmo assim, depois da consulta fui para a academia, pois se eu abandonar até que os problemas de saúde sejam resolvidos, vou perder o pouco de condicionamento que consegui até agora e talvez até o ânimo. Então, vou continuar indo,  afinal de contas, mal não vai fazer.

A médica me explicou que na situação em que meu organismo se encontra, nem mesmo remédio para emagrecer faria efeito e que provavelmente meu fígado tá mais sofrido do que o do tiozionho que tá caído ali na esquina de tanto beber, por conta do stress. #TadinhoDoFígado

Humpf… sem mais, era isso!

Ah, mais uma coisa, não vou mais postar todas as fotos sobre o desafio, na fan page e twitter, vou procurar postar só instagram, afinal, as redes sociais já são responsáveis pela publicação de muitas outras informações e acho que o projeto está sobrecarregando. Me sigam no instagram, @carolcostamb

Veja Também:

18 out
2012

Sobre a academia e o #ProjetoCarolMagra

É chegado o dia de contar mais detalhes sobre o meu projeto de emagrecer e… firmar um compromisso público! #aLoka Quem me segue nas redes sociais já sabe que comecei a malhar na semana passada e tô no maior gás!

Vamos a um breve resumo da ópera: eu sempre fui magra, mas sempre tive tendência a engordar. Mesmo assim me mantive linda e magra com meus 45kg por anos e depois variava entre 45 e 47kg. Considerando-se minha altura de 1.55 o pesa era ótimo.

Me lembro perfeitamente de uma época no início da faculdade em que eu estava muito estressada e acabei engordando, me lembro como se fosse ontem, sentadas no ‘mini shopping lanchonete’ da facul, eu, Naiara, Miroca e Fernanda e eu me lamentava que minhas calças não fechavam, que não sabia o que fazer e que eu me recusava a comprar uma calça 38, porque era numeração de gorda.

Em que planeta eu vivia meu Deus… 38 era calça de gorda… hahahaha Tá, e aí que eu emagreci os muitos 4 ou 5kg, voltei pras minhas queridas calças 36 e fui feliz durante muito tempo.

Mas aí eu me formei na facul, casei, tive minha casa, muita coisa mudou, muitas outras aconteceram, enquanto outras, não aconteceram. E sabe aquele velho ditado “quando a cabeça não pensa, o corpo padece”? Foi isso que aconteceu.

Eu fiquei doente e desisti de mim mesma, em poucos meses lá estava eu, com mais de 20kg a mais. E acreditem, esse era o menor dos problemas e eu realmente não me importava, porque eu tinha outros motivos, situações e coisas que me doíam muito e me faziam sofrer… meu peso pouco me importava… aliás, pra quê eu ia me preocupar com o lado de fora se eu não tava nem conseguindo organizar o lado de dentro?

Enfim, nem vou entrar em detalhes, porque cada vez que me lembro do caminho que me trouxe até aqui, só sei chorar. Só eu e Deus é que sabemos o que passei, porque na hora da verdade todo mundo corre, até mesmo os ‘grandes amigos’. Poucos ficaram, poucos ajudaram, poucos estenderam a mão, sem julgar ou questionar… ah, mas esses poucos é que me ajudaram a chegar até aqui.

Mas aí, que depois de conseguir resolver o lado interno, a saúde, agora é a hora de cuidar do lado de fora! Gente, num guento mais levar rabada da gineco, do cardio, do gastro, pelo amor dideux!!!

Além disso tudo, tem aquele povo que você não vê ha anos e quando te encontram na rua arregalam os olhos do tamanho do universo, do tipo “nooosssaaaaa, o que aconteceu”. Sorte que eu sou uma pessoa fina, vocês sabem, e respondo “comigo nada e com você?” kkkkk

Eu estava ensaiando para começar a malhar, ha muito tempo. O detalhe é que eu queria uma academia com infraestrutura legal. Xô contar pra vocês um breve relato de uma adoradora de academias…

Quando eu tinha 14 anos comecei a malhar na Energy Sport e eu adorava! Ia de segunda a sexta, depois da escola e por lá passava umas duas horas por dia entre esteira, jump, spinning e até dava umas disfarçadas nos abdominais. Dos 14 até uns 24 anos eu malhei.

Tá certo que durante algumas época eu ficava parada por alguns meses, mas não era por preguiça e sim por falta de tempo. Eu trabalhava, estudava, fazia cursos e era bem corrido. Eu ficava uns 6 meses parada e sentia falta, lá ia eu de novo pra Energy e por lá ficava uns 10, 12 meses.

O detalhe é que eu sempre gostei de academia. Não me chame pra voley, natação ou qualquer coisa assim, isso eu não gosto. Muitas vezes eu saia da facul cansada e estressada depois de um dia cheio e ia pra academia, desestressar, chegava em casa, banho e cama.

Academia sempre foi minha terapia, saia de lá de alma lavada e com a cabeça tranquila.

Dito isso, dá pra entender o porque desta minha animação total em voltar a malhar né? Mas então, desta vez não me matriculei na Energy, porque a academia está cada vez mais lotada e infelizmente não tem mais pra onde crescer e na boa, academia lotada, ter que pegar senha para as aulas, esperar para usar esteira… desanima d+.

Me matriculei na última terça feira na Cia Athlética e estou simplesmente amando! Lá é bem grande, tem bastante equipamentos, muitas aulas e uma estrutura bem legal.

Pra começar a brincadeira eu comprei:

ambos da trinys

bermudas; estampada trinys e preta alto giro

leggins – alto giro

corsário trinys

As camisetas são tipo batas, bem larguinhas. Todas da Do Dance. Eu já usava essa marca naquela minha outra fase super atleta #tôMeAchando e sempre curti porque as estampas são muito fofas, o tecido é bem fresquinho e elas duram bastante, mesmo lavando na máquina.

Comprei tudo na loja Oficina do Corpo, no Shopping Colinas. Além disso comprei uma garrafinha térmica (gente, como isso custa caro!), algumas meias da Mizuno que tem um tecido todo furadinho e deixam a pele respirar (to super adorando) e este tênis…

A vendedora me disse que os tênis da Mizuno são super recomendados para prática de exercícios e quando calcei no pé, não tive dúvida, pois ele é super macio, uma delícia.

O modelo é indicado para quem treina em academia, próprio para corrida, tem tecnologia que foca na estabilidade e amortecimento.

Comprei também um Relógio Monitor Cardíaco, pois lá na Cia Athlética todos os exercícios e aulas são ‘baseados’ no limiar cardíaco. Então durante meus exercícios aeróbicos, nos equipamentos mesmo, é indicado que eu atinja x% do meu limiar. Durante as aulas, tem uma tabela e os profs indicam ‘nesta música é pra atingir o limiar de x%’ e assim vai.

O mais interessante é que através do limiar você pode focar e melhorar os resultados do seu treino, pois mantendo uma determinada média, o corpo queima mais gordura, mantendo outra média, o corpo busca outras energias que não a gordura, como as proteínas e carbo.

Comecei a malhar na quarta, bati um papo com um instrutor, montamos uma série básica, para as primeiras semanas e ele me orientou a pegar leve, pois mais vale 1h por dia do que 3hs em um dia e nada no outro, de tanta dor e cansaço.

Prestei atenção em tudo o que ele disse e já fiz minha primeira série (são três, A, B e C e cada dia que eu treino uma). Fui embora feliz e só um pouco cansada. Cheguei em casa, peguei o cronograma de horários das aulas e já montei a minha programação, que indicava que no dia seguinte, eu deveria estar na academia as 7hs para fazer aula de aqua jump.

Ok, eu até acordei animada, mas quando levantei da cama, senti a dor do sedentarismo tomando conta do meu ser! Tava podrona depois do primeiro dia de academia. Resolvi não malhar e deixar o corpicho descansar. Na sexta foi feriado, cadimia num abre… mas no sábado, lá estava eu, firme e forte. Fiz meus exercícios da série e bora pro spinning.

Domingo, relax no corpicho, segunda e terça o treino foi pesado e na quarta feira tive avaliação física, o que me impediu de malhar já que não poderia praticar exercícios 12 horas antes. Obrigada meu Deus, minhas pernas agradecem! \o/\o/

Mas hoje, quinta feira, é dia de treino leve, queimando calorias sem forçar a barra. Sexta e sábado, treino pesado e assim vamos caminhando.

Tô me esforçando bastante, tenho feito aulas de spinning e muita esteira, com direito a subidas! Além disso, inseri várias aulas de hidro cardio na minha programação, é tipo uma aula aeróbica, dentro da água e queima bastante calorias. Dá pra sentir os músculos ardendo na hora dos exercícios…tenso.

Aqua jump também fará parte da minha rotina na Cia, pois além de queimar bastante, também é dentro da piscina, o que diminui o impacto e meus joelhos agradecem bastante (já são problemáticos, depois que engordei a coisa piorou).

Tenho deixado as aulas na piscina sempre por último, assim, quando a aula acabo fico por lá, nadando e relaxando. Muito bom!

Voltando a questão da avaliação física, confesso que sai bem feliz e ainda mais motivada, porque apesar do sobrepeso, descobri que tenho muita massa magra e que meu ritmo cardíaco está ótimo para uma sedentária, tenho excelente recuperação. De acordo com o avaliador, por eu ter malhado tantos anos, mesmo tendo ficado bastante tempo parada, meu corpo tem ‘memória de atleta’… haha Boa hein?

Meu projeto é eliminar 15kg até 31.12.12 (comecei a malhar em 10.10, ou seja, vai ser quase 3 meses; 5kg por mês). O avaliador olhou pra mim e deu uma risadinha, disse pra eu me contentar com 10kg e eu respondi “nunca, eu quero 15kg”. Tô firme nessa ideia, porque sei que meu corpo responde muito bem a dietas e exercícios.

Depois vou refazer o planejamento para os próximos kg a perder, mas por enquanto o foco é esse. Pretendo ficar pelo menos trinta dias sem beber refri e bebida alcolica, será que vou conseguir? Cadê chopp gelado no findi?! Oh céus!

Mas vou me esforçar bastante, porque o começo é quando mais o corpo queima, já que há um grande excesso de gordura. E vocês poderão acompanhar tudo através do instagram (me segue, @carolcostamb) e twitter e algumas coisas, pela fan page.

Também vou ter acompanhamento de uma nutricionista, a consulta já está agendada e depois que rolar conto mais detalhes pra vocês.

O objetivo de eu fazer este post enorme, detalhado e abrir meu coração pra vocês, é porque quero apoio. Já me compromissei com algumas pessoas da família e claro, comigo mesma. E toda vez que pensar em desistir vou me lembrar do custo deste projeto (que  não tá fácil) e do compromisso que tenho com várias pessoas, incluindo vocês.

Não posso me permitir a derrota diante de tanta platéia né? Confesso que tô com #meda de me desanimar no meio do caminho, porque né, não sei se vou obter os resultados planejados… e não é fácil seguir firme quando há tantos kg pra eliminar.

Além disso, quem sabe consigo motivar você que tá aí, lendo este post e pensando “também preciso emagrecer”! Bora gente, bora malhar, é tão gostoso! Faz bem pra saúde, pro corpo, pro ego, oxigena o cérebro meu povo.

Quem sabe esse vídeo motiva vocês… Momento descontração!

Aliás, quem já malha ou está fazendo dieta/reeducação alimentar e quiser dividir alguns momentos com a gente, usem a hashtag #ProjetoCarolMagra assim eu vou acompanhando vocês, me motivando mais e quem sabe dividimos algumas dicas?

Se bastante gente participar, posso postar as fotos publicadas com a hashtag, aqui no blog!

E que fique claro, não é um projeto verão, é um projeto vida nova, ou meu corpo de volta! E é pra sempre, não apenas pro verão. #ProjetoCarolMagra

E aí, posso contar com vocês?

Veja Também: