Nova coluna no blog: Dogs & Pets

05.04.2016

IMG_1610

Kiara

Não consigo me lembrar do momento da minha vida em que não tínhamos um pet em casa! Toda vida amei animais de estimação, principalmente cachorros.

Me lembro que era bem pequena e chegou lá em casa um bichinho pretinho e pequeno e como em um filme, tenho exatamente as imagens daquele momento e do meu pai dizendo “pode pegar, ela não morde” e eu esticava os bracinhos e quando ele ia colocar para eu segurar, eu encolhia os braços de medo. Como era boba! hahaha

Os anos foram passando e nossa poodle pretinha, chamada Pituxa acho que fomos eu e minha irmã que demos o nome, pois amávamos a paquita hahaha era a alegria da casa e xodó do meu pai, que a tratava como terceira filha.

Ela viveu uns 10 anos, pelo que me recordo. Depois dela tive um outro poodle, chamado Rick, que infelizmente escapou de casa quando tinha por volta de 5 anos por culpa da bonita da minha irmã que esqueceu o portão de casa aberto e apesar de passarmos longo tempo procurando, batendo em casas, comércios, espalhando cartazes com foto e oferecendo recompensa, não conseguimos recuperá-lo.

DSC04502

Kissi

Aí veio a Kissi, outra poodle e fazia jus ao nome que inicialmente era para ser kiss e ela lambia todo mundo. Essa minha gordinha teve a vida que pediu a Deus, mimada que só, adorava ir para a praia e fazia festa para todo mundo. Ela era muito sociável!

Infelizmente, a única vez em que ficou doente na vida, precisou fazer uma cirurgia e como já tinha 9 anos acabou falecendo por parada cardíaca…na época, o blog estava bem no comecinho… um pedacinho de mim morreu com ela. Meu Deus, como foi difícil!

Layla e Kissi

Kissi e Laila

DSC06030

Laila e Kissi

Quando a Kissi tinha 1 ano, ganhei a Laila e elas cresceram juntas. A Laila apareceu muito nas redes sociais do blog. Sofreu com a perda da irmazinha, mas guerreira que só, viveu até os 13 anos e acabou falecendo em dezembro/2014.

DSC03209

A Lailoca estava idosa, com vários problemas de saúde, já quase não enxergava direito e foi bem sofrido sabe? Me lembro como se fosse ontem, a última noite dela… (pra quem quiser detalhes, é só procurar a último foto dela no instagram, contando todo ocorrido @carolcostamb).

Como eu sofri! Prometi a mim mesma que nunca mais teria outro cachorro, pois dói demais perdê-los.

Foi bem difícil me adaptar a chegar em casa e não ser recebida por ela, não tê-la na cama roubando espaço, enfim. Foi como se eu tivesse ganhado uma certa liberdade (no sentido do compromisso que tinha em cuidar dela), mas uma liberdade vazia.

O tempo foi passando e comecei a entrar em contato com alguns protetores, buscando um cachorro de porte pequeno para adoção. Infelizmente, mesmo procurando por 2 meses, não consegui nenhum.

Um belo dia passou pela minha cabeça comprar uma yorkshire, dei uma olhada pela internet, entrei em contato com alguns criadores, vi muitas fotos, mas fiquei pensando, pensando e desencanei. Até que um dia, sem querer, descobri um criador e ele me mandou umas fotos de celular mesmo, ficou de mandar as outras de melhor qualidade, mas nem precisou. Não deu tempo! ME APAIXONEI!

Nina

Nina – fotos enviadas pelo criador

Ela estava com uns 45 dias e pesando 0.500kg. Foi amor a primeira vista! Essa 1/2 quilo trouxe muita alegria aqui pra casa e preencheu o vazio que minhas pequenas deixaram após partir.

É claro que nenhum cachorro substitui outro, mas são capazes de nos amar e alegrar, igualmente.

E eu contei tudo isso para dizer que a partir de agora o blog conta com mais uma coluna: Dogs & Pets e por lá vou dar várias dicas sobre pets. Espero que gostem!

Optei por iniciar contando um pouquinho sobre meu contato com esses pequenos seres apaixonantes, mas não posso deixar de citar que no meio dessa história toda, também tive um peixe que se suicidou e me traumatizou e um gato que não se adaptou.

P.S.: lá no instagram tem muitas fotos das meninas de quatro patas, quem quiser acompanhar, segue lá @carolcostamb

Agora me contem, quem aí tem bichinho de estimação?

2 comentários

  1. Juliana Mara disse:

    Também tenho uma York. A Mel já esta com 15 anos, é meu xodozinho!!! Como eu amo!

    • Carol Costa disse:

      Como não morrer de amores né? Eu acho que me lembro de vc, da época ativa do blog…rs… Não foi vc q até comentou uma vez, sobre a Laila estar gordinha? rs bjão, conto com vc por aqui!

Deixe uma resposta

Em Destaque

+ Acessados

Último Vídeo